*𒍨RIO DE JANEIRO* | MP denuncia policiais militares pela morte de Kathlen Romeu.


🦅📡 *𝔸𝔾𝕌𝕀𝔸 ℕ𝔼𝕎𝕊 ℕ𝕆𝕋𝕀ℂ𝕀𝔸𝕊*📡🦅
      ❖•ೋ°ðŸš”🅐🅝🅝🚔 °ೋ•❖

𝕯𝖆𝖙𝖆:*𝕼𝖚𝖎𝖓𝖙𝖆 𝖋𝖊𝖎𝖗𝖆 14 de 𝕵𝖚𝖑𝖍𝖔 2022*

*𒍨RIO DE JANEIRO*

MP denuncia policiais militares pela morte de Kathlen Romeu.

Jovem estava grávida e caminhava com a avó quando foi atingida.

Kathlen Romeu morreu após ser atingida por um tiro durante uma operação policial no Complexo do Lins
Reprodução / Instagram

O Dia
redacao@odia.com.br
𝓔𝓷𝓬. 𝓙𝓪𝓷𝓮 𝓞𝓵𝓲𝓿𝓮𝓲𝓻𝓪

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) denunciou os policiais militares Rodrigo Correia de Frias e Marcos Felipe da Silva Salviano pelo homicídio da jovem Kathlen Romeu, ocorrido no dia 8 de junho de 2021, no Complexo do Lins, Zona Norte do Rio. A denúncia foi recebida pela 2ª Vara Criminal da Capital.
De acordo com a denúncia, os dois policiais atingiram Kathlen ao disparar contra pessoas que estariam vendendo drogas na localidade conhecida como Beco da 14. Eles realizavam patrulhamento de rotina no local e teriam avistado indivíduos em situação que indicava o comércio ilegal de drogas. Sem que percebessem a presença policial, Marcos Salviano e Rodrigo Frias atiraram contra os indivíduos, não havendo qualquer ação que legitimasse a referida agressão.
Os disparos efetuados pelos policiais não atingiram os supostos traficantes, que fugiram, mas, um deles, por erro, atingiu Kathlen Romeu, que estava grávida. No momento da ação ela caminhava com a avó pela Rua Araújo Leitão. O MPRJ chama a atenção pelo fato de os policiais militares terem atirado em direção à rua, que sabiam se tratar de uma via de grande movimento de carros e pessoas.
A promotoria ressalta que apesar de a ação ter sido dirigida a criminosos, eles não ofereciam risco aos policiais ou a terceiros, pois já estavam em fuga. A denúncia ressalta, por fim, que a fundamentação de prévio confronto com traficantes se apresenta como cenário inteiramente dissociado dos elementos probatórios.


Postar um comentário

0 Comentários

Postagem em destaque

Parte 3 - Ocorrência envolvendo operadores de Segurança Pública