Os Bastardos do Olimpo - MITOLOGIA GREGA




Afrodite nas versõe sde Homero e de Hesíodo




Afrodite, a deusa do amor, da beleza e do desejo, possui duas origens distintas nas obras dos poetas gregos Homero e Hesíodo:

Homero (Ilíada e Odisséia):

  • Filha de Zeus e Dione, deusa das ninfas.
  • Nascida em Dodona, um antigo oráculo grego.
  • Deusa do amor, da beleza física, do prazer e da procriação.
  • Associada à sedução, à sexualidade e à infidelidade.
  • Descrita como bela, charmosa e irresistível, capaz de influenciar os deuses e mortais.
  • Envolvida em diversos conflitos e dramas, como a Guerra de Troia.

Hesíodo (Teogonia):

  • Nascida da espuma do mar após Cronos castrar Urano e lançar seus órgãos genitais no mar.
  • "Afrodite Anadiomene", que significa "Afrodite surgida da espuma".
  • Símbolo da beleza e do amor que surgem do caos.
  • Deusa da fertilidade, da sexualidade e da união entre os seres.
  • Associada à primavera, ao renascimento e à criação da vida.
  • Representada como uma mulher jovem e bela, emergindo do mar com uma concha.

Análise comparativa:

AspectoHomeroHesíodo
OrigemFilha de Zeus e DioneNascida da espuma do mar
Local de nascimentoDodonaMar
AtribuiçõesAmor, beleza física, prazer, procriação, sedução, sexualidade, infidelidadeAmor, beleza, fertilidade, sexualidade, união, primavera, renascimento, criação da vida
SimbolismoBeleza e charmeBeleza e amor surgindo do caos
RepresentaçãoDeusa bela e irresistívelJovem mulher emergindo do mar

Conclusão:

As diferentes origens de Afrodite em Homero e Hesíodo refletem diferentes perspectivas sobre a deusa e seus atributos. Homero a retrata como uma deusa olímpica poderosa e influente, enquanto Hesíodo a apresenta como uma força primordial da natureza, ligada à criação e ao renascimento. Apesar das diferenças, ambas as versões reconhecem Afrodite como a deusa do amor e da beleza, com um papel fundamental na mitologia grega.

Recursos Adicionais:



APOLO E ÁRTEMIS


Apolo e Artemis, filhos de Zeus e Leto, são irmãos gêmeos da mitologia grega, cada um representando domínios importantes. Aqui está um resumo de suas características:

Apolo:

  • Domínios: Deus da música, poesia, luz, cura, adivinhação, arco e flecha, e o Sol (posteriormente).
  • Símbolos: Lira, arco e flecha, corvo, carro do Sol (quadriga puxada por cavalos dourados).
  • Personalidade: Conhecido por sua beleza, juventude, habilidade musical e como um arqueiro infalível. Podia ser um deus benevolente como curador, mas também punitivo com aqueles que o enfureciam.
  • Mitos Famosos: Nascimento na ilha de Delos, perseguição de Daphne que se transformou em loureiro, vitória sobre o monstro Píton em Delfos e criação do Oráculo de Delfos.

Artemis:

  • Domínios: Deusa da caça, animais selvagens, lua, parto, e protetora das meninas.
  • Símbolos: Arco e flecha, cervo, lua crescente, urso.
  • Personalidade: Independente, forte, e ágil, associada à natureza intocada. Fez um juramento de castidade e valorizava sua liberdade.
  • Mitos Famosos: Nascimento na ilha de Delos ajudando sua mãe Leto, participação na caça do javali de Calidão e transformação de Actéon em cervo por vê-la nua.

Relação entre Apolo e Artemis:

  • Gêmeos Unidos: Apesar de seus domínios distintos, Apolo e Artemis compartilham uma forte ligação como irmãos gêmeos.
  • Defensores da Juventude: Ambos representam aspectos da juventude: Apolo a juventude masculina e Artemis a juventude feminina.
  • Colaboradores Eventuais: Em alguns mitos, Apolo e Artemis atuam juntos, como na caça do Calydonian Boar.

Considerações adicionais:

  • Mudança no Papel de Apolo: Originalmente, o deus Sol era Helios. Com o tempo, Apolo passou a ser associado ao Sol também.
  • Equivalentes Romanos: Apolo é equivalente a Febo na mitologia romana, e Artemis é equivalente a Diana.


Hermes, o Motoboy do Olimpo

Hermes, o veloz mensageiro dos deuses, poderia ser considerado o "motoboy" do Olimpo. Com suas sandálias aladas e chapéu de petasos, ele percorria o mundo, entregando mensagens, guiando almas e realizando tarefas para Zeus e os outros deuses.

Atribuições:

  • Mensageiro dos Deuses: Sua principal função era transportar mensagens e ordens entre o Olimpo e o mundo mortal, entre os deuses e entre os deuses e os heróis.
  • Deus dos Viajantes e Comerciantes: Protegia os viajantes em suas jornadas, guiava os mercadores em seus negócios e era o patrono dos ladrões (embora não aprovasse o roubo).
  • Deus dos Ladrões: Apesar de ser o deus dos comerciantes, Hermes também era conhecido por sua astúcia e era considerado o patrono dos ladrões. Ele era capaz de abrir qualquer porta com suas chaves mágicas e era muito difícil de ser capturado.
  • Inventor da Lira e da Flauta: Hermes era um deus criativo e inventou diversos instrumentos musicais, como a lira e a flauta.
  • Guia das Almas: Após a morte, Hermes guiava as almas dos mortais para o submundo.

Símbolos e Atributos:

  • Sandálias Aladas: Permitiam que ele voasse a grandes velocidades.
  • Chapéu Petasos: Um chapéu de feltro com abas largas, usado para proteger o rosto do sol e da chuva.
  • Caduceu: Um bastão com duas cobras entrelaçadas, símbolo de comércio, paz e eloquência.
  • Cinto Mágico: Concedia a Hermes o poder de se tornar invisível.

Mitos e Histórias:

  • Nascimento: Nascido na caverna do Monte Cilene, na Grécia, Hermes era filho de Zeus e Maia, uma ninfa. Logo após o nascimento, ele já demonstrava sua astúcia, roubando o gado de Apolo.
  • Mensageiro dos Deuses: Hermes era o principal mensageiro de Zeus, realizando diversas tarefas para o deus supremo, como entregar mensagens, espionar seus inimigos e seduzir mortais.
  • Trapaceiro: Hermes era conhecido por sua astúcia e travessuras. Ele enganou muitos deuses e mortais com seus truques e artimanhas.
  • Guia de Enéias: Na Guerra de Troia, Hermes guiou o herói Enéias em sua fuga da cidade.

Influência Cultural:

  • Hermes na Roma Antiga: Na mitologia romana, Hermes era conhecido como Mercúrio.
  • Simbolismo: Hermes ainda é um símbolo de comunicação, comércio e viagens.
  • Arte e Literatura: Hermes é frequentemente representado em obras de arte e literatura, geralmente como um jovem atlético com sandálias aladas e chapéu petasos.

Conclusão:

Hermes, o veloz mensageiro dos deuses, era um deus multifacetado com um papel importante na mitologia grega. Sua astúcia, criatividade e habilidades como mensageiro o tornam uma figura fascinante e intrigante.

Recursos Adicionais:











Postar um comentário

0 Comentários

Postagem em destaque

SÉRIE MINERAÇÃO | Britadores de Impacto: Princípio de Funcionamento e Aplicações