TIAMAT A GRANDE MÃE DRAGÃO - MITOLOGIA BABILÔNICA/SUMÉRIA

Tiamat, a Deusa Dragão da Mitologia Babilônica e Suméria

Introdução: Tiamat é uma figura mitológica central nas mitologias babilônica e suméria. Ela é uma deusa primordial que personifica o caos primordial e o oceano cósmico. Seu papel na criação e destruição do mundo é fundamental para as narrativas mitológicas dessas culturas antigas.

Origem e Mitologia: Nas tradições sumérias, Tiamat era conhecida como mãe primordial do universo, juntamente com seu consorte Apsu, o deus primordial das águas doces. No mito babilônico da criação, conhecido como Enuma Elish, Tiamat é descrita como um monstro marinho primordial que representa o caos primordial.

Aparência e Atributos: Tiamat é frequentemente retratada como um enorme dragão ou serpente com escamas brilhantes e uma boca cheia de dentes afiados. Ela possuía um poder imenso e era capaz de criar e destruir com facilidade. Associada ao oceano primordial, ela também era considerada a fonte de toda a vida.

Papel na Criação: De acordo com o Enuma Elish, Tiamat e Apsu deram à luz os primeiros deuses, incluindo Marduk, o deus supremo babilônico. No entanto, os deuses mais jovens se tornaram barulhentos e perturbadores, o que enfureceu Tiamat. Ela decidiu destruí-los e criou um exército de monstros marinhos para ajudá-la.

Batalha com Marduk: Marduk, o deus da tempestade, se opôs a Tiamat e a desafiou para uma batalha épica. Na batalha, Marduk usou seus ventos e raios para derrotar Tiamat e dividir seu corpo em dois. Da metade superior, ele criou o céu, e da metade inferior, ele criou a terra.

Culto e Significado: Tiamat era uma figura importante no panteão babilônico e sumério. Ela era frequentemente associada à fertilidade, à cura e à proteção. Templos e santuários foram construídos em sua homenagem, e seu culto persistiu por muitos séculos.

Conclusão: Tiamat é uma deusa dragão fascinante e poderosa que desempenha um papel central nas mitologias babilônica e suméria. Sua história de criação e destruição é um testemunho do poder do caos e da ordem no universo. Seu legado continua a inspirar artistas, escritores e estudiosos até hoje.





Postar um comentário

0 Comentários

Postagem em destaque

Shalom alechem