*𒍫 GOIÁS* POLÍCIA / CONFESSARAM CRIME


🦅🚨 *𝔸𝔾𝕌𝕀𝔸 ℕ𝔼𝕎𝕊 ℕ𝕆𝕋𝕀ℂ𝕀𝔸𝕊*🚨🦅
       ▁▂▃▄ |̲̅̅●̲̅̅|̲̅̅🅐🅝🅝|̅●̲̅̅|▄▃▂▁   

𝕯𝖆𝖙𝖆:*𝕿𝖊𝖗𝖈𝖆 𝖋𝖊𝖎𝖗𝖆 12 de 𝕵𝖚𝖑𝖍𝖔 2022*

*𒍫 GOIÁS*   

POLÍCIA / CONFESSARAM CRIME

Casal dá golpe de enxada na cabeça de vendedor, deixa agonizar até a morte e coloca fogo no corpo
O homem foi preso no Jardim Guanabara, em Goiânia, e a mulher, com auxílio da Polícia Civil do Tocantins, foi presa na cidade de Paraíso do Tocantins (TO), para onde fugiu.
Reprodução/Ilustrativa

O homem foi preso no Jardim Guanabara, em Goiânia, e a mulher, com auxílio da Polícia Civil do Tocantins, foi presa na cidade de Paraíso do Tocantins (TO).

REDAÇÃO G5 News
𝓔𝓷𝓬. 𝓙𝓪𝓷𝓮 𝓞𝓵𝓲𝓿𝓮𝓲𝓻𝓪

No decorrer da semana passada, a Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio do Grupo de Repressão a Roubos (Garra - Divisão de Repressão a Latrocínio), núcleo da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), com apoio da Polícia Civil do Estado do Tocantins, cumpriu mandados de prisão em desfavor de casal de 24 e 19 anos, pela prática dos crimes de latrocínio e ocultação de cadáver.

O homem foi preso no Jardim Guanabara, em Goiânia, e a mulher, com auxílio da Polícia Civil do Tocantins, foi presa na cidade de Paraíso do Tocantins (TO), local para onde fugiu logo após a prática do crime.

Entenda o caso

Na data de 12 de março de 2021, o corpo da vítima Antônio Carlos da Luz, de 57 anos, foi localizado em uma residência no Jardim Balneário Meia Ponte, Goiânia, parcialmente carbonizado. As investigações demonstraram que a vítima foi assassinada com golpes de enxada no crânio e, posteriormente, carbonizada na tentativa de ocultar o cadáver. Após várias diligências investigativas, descobriu-se que o casal era o responsável pela autoria do bárbaro crime, cometido com o intuito de subtrair bens da vítima.

Após a prisão, o homem confessou o crime. Segundo ele, sua companheira teria efetuado um golpe de enxada na cabeça da vítima, e que, ao chegar em casa, no horário do almoço, ele se deparou com a vítima ensanguentada, agonizando na cama do casal e que não teria prestado qualquer socorro. À noite, ambos teriam resolvido atear fogo no corpo da vítima, na tentativa de esconder o cadáver e de se evadirem do local. Os autores levaram o dinheiro e o aparelho celular da vítima, o vendendo logo em seguida para comprarem drogas.

A mulher encontra-se presa no estado do Tocantins, aguardando autorização para ser transferida para Goiânia, onde aconteceu o crime.

As investigações continuam para identificar a real participação de cada um deles no crime.

Postar um comentário

0 Comentários

Postagem em destaque

SÉRIE MINERAÇÃO | Britadores de Impacto: Princípio de Funcionamento e Aplicações