*𒍫MATO GROSSO* | Operação da DERF de Sinop prende 6 integrantes de quadrilha envolvida com roubos de carga; 4 pegos por tráfico.


🦅🚨 *𝔸𝔾𝕌𝕀𝔸 ℕ𝔼𝕎𝕊 ℕ𝕆𝕋𝕀ℂ𝕀𝔸𝕊*🚨🦅
       ▁▂▃▄ |̲̅̅●̲̅̅|̲̅̅🅐🅝🅝|̅●̲̅̅|▄▃▂▁   

𝕯𝖆𝖙𝖆:*𝕿𝖊𝖗𝖈𝖆 𝖋𝖊𝖎𝖗𝖆 12 de 𝕵𝖚𝖑𝖍𝖔 2022*

*𒍫MATO GROSSO*

Operação da DERF de Sinop prende 6 integrantes de quadrilha envolvida com roubos de carga; 4 pegos por tráfico.

Por Só Notícias
𝓔𝓷𝓬. 𝓙𝓪𝓷𝓮 𝓞𝓵𝓲𝓿𝓮𝓲𝓻𝓪

A Delegacia Especializada de Roubos e Furtos da Polícia Civil deflagrou, esta manhã, a operação 9 Eixos, contra uma quadrilha envolvida em roubos de carga na região. Foram cumpridos três mandados de prisão em Sinop, um em Cuiabá, bem como outros dois em unidades prisionais de Alta Floresta e Rondonópolis. Em Sinop, outros dois homens e duas mulheres, que estavam nas residências de alvos, foram presos por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo.

Também foram cumpridas cinco ordens de busca e apreensão domiciliar, sendo apreendidas uma BMW branca (utilizada para transportar os criminosos durante os roubos), três arma de fogo e munições (calibre não confirmado), um prato com cocaína, balança de precisão, dinheiro (cerca de R$ 590), notebook e outros materiais. Em Sinop, os mandados foram cumpridos nos bairros Jardim Imperial, Menino Jesus e Vila Rica.

Eles são investigados em pelo menos quatro roubos de cargas, entres março e junho. Entre os alvos da operação está o autor de um roubo em 18 de março, quando o motorista da carreta foi rendido pelos assaltantes e um vídeo, de uma câmera em uma empresa, mostrou o carreteiro pulando do caminhão, em movimento, para escapar dos criminosos.

Poucos dias depois, dois homens envolvidos foram identificados, sendo que um deles teve o mandado de prisão preventiva cumprido no início de abril, em Lucas do Rio Verde. O segundo suspeito identificado que também estava com o mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça foi preso na operação.

De acordo com o delegado Victor Hugo Caetano, com o trabalho de inteligência há provas contundentes que os presos tem envolvimento com os crimes. Após os roubos, as cargas eram vendidas a receptadores e a estimativa é que a quadrilha tenha movimentado ao menos R$ 500 mil.

“Essa é apenas uma etapa (da operação), atuamos nas pessoas que executam os atos, pegam as armas, rendem caminheiros, mas sabemos que têm pessoas envolvidas receptando as cargas, levantando as cargas que venham a ser lucrativas, falsificando notas fiscais e todas essas serão responsabilizadas”, disse.

Ainda segundo o delegado, o homem que está preso em Rondonópolis e teve a ordem cumprida é um dos chefes do tráfico de drogas na região e também controlava os roubos de carga. “Algumas (cargas) ficam em Sinop e outras são revendidas para armazéns próximas na cidade”, acrescentou Caetano.

A operação contou com o trabalho de 30 policiais, quatro delegados, bem como auxílio do Centro Integrado de Operações Aéreas e Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) que efetuou a prisão de um dos alvos em Cuiabá.

Postar um comentário

0 Comentários

Postagem em destaque

Terremotos (abalos sísmicos) e Tsunamis - Como se Formam??