SENASP - SUSP E O ENFRENTAMENTO DA DESIGUALDADE RACIAL NO BRASIL - MÓDULO III - Durante a Primeira República (1889-1930), boa parte das ações da polícia brasileira se voltaram contra manifestações culturais de origem africana. Qual foi a principal razão pela qual a polícia perseguisse capoeiras e terreiros de Candomblé no Brasil da época?

 



Durante a Primeira República (1889-1930), boa parte das ações da polícia brasileira se voltaram contra manifestações culturais de origem africana. Qual foi a principal razão pela qual a polícia perseguisse capoeiras e terreiros de Candomblé no Brasil da época?
Escolha uma opção:
a.
Porque as autoridades consideravam essas práticas como ameaças à ordem pública devido aos confrontos frequentes entre grupos rivais.
b.
Porque as autoridades acreditavam que capoeiras e terreiros de candomblé eram centros de difusão de ideologias estrangeiras contrárias aos valores nacionais.
c.
Porque a polícia acreditava que capoeiras e terreiros de Candomblé eram locais de reunião de conspiradores políticos.
d.
Porque a polícia tinha uma orientação religiosa específica que a levava a reprimir as religiões afro-brasileiras.
e.
Porque a polícia tinha uma abordagem discriminatória em relação às práticas culturais afro-brasileiras, considerando-as inferiores.

Feedback


A principal razão pela qual a polícia perseguia capoeiras e terreiros de Candomblé no Brasil da época estava relacionada à discriminação e à repressão cultural e racial. A capoeira, uma forma de arte marcial de origem africana, era vista como uma prática perigosa e subversiva pelas autoridades, que temiam sua associação com possíveis revoltas e resistência por parte da população afrodescendente. Além disso, a capoeira era considerada uma forma de expressão cultural e de resistência que desafiava as normas estabelecidas, o que levava à perseguição por parte das autoridades.

Quanto aos terreiros de Candomblé, a perseguição estava relacionada à intolerância religiosa e ao preconceito contra as religiões de matriz africana. As práticas do Candomblé eram frequentemente vistas como "bruxaria" ou "cultos primitivos" pelas autoridades e pela sociedade dominante, levando à repressão e criminalização dessas manifestações religiosas.

Portanto, a perseguição à capoeira e aos terreiros de Candomblé estava enraizada em um contexto de discriminação racial, cultural e religiosa, refletindo as desigualdades e injustiças presentes na sociedade brasileira da época.


Postar um comentário

0 Comentários

Postagem em destaque