A Incrível Guerra de Troia - A Saga Completa - Mitologia Grega em Quadrinhos - Foca na História




O que é Guerra de Troia?

A Guerra de Troia foi a mais famosa guerra da história, estando na gênese da formação da civilização grega.

Ilustração do Cavalo de Troia
Cavalo de Troia. A cena retratada refere-se ao episódio final da Guerra de Troia.
Imprimir
Texto:
A+
A-

Guerra de Troia foi a mais famosa das guerras de toda a história. Opondo uma coalizão de gregos aos troianos, o conflito teria durado cerca de 10 anos, provavelmente no século XIII ou XII a.C. Não se sabe ao certo se a guerra realmente ocorreu ou se seria mais um dos inúmeros mitos da civilização grega.

De toda forma, tem-se no imaginário grego antigo que essa guerra foi iniciada após uma visita dos filhos do rei de Troia a Esparta, Heitor e Paris. Este acabou se apaixonando pela esposa do rei troiano, Helena, e a levou consigo na volta para casa. Após descobrir o rapto, Menelau, o esposo traído, declara guerra aos troianos. O que se sabe dessa história e de seus personagens está principalmente nos poemas Ilíada e Odisseia, atribuídos a Homero e considerados as principais fontes sobre a mitologia grega.

Confira no nosso podcast: 5 coisas que você precisa saber sobre os deuses gregos

Tópicos deste artigo

Resumo sobre Guerra de Troia

  • Foi um conflito histórico entre gregos e troianos.

  • Durou cerca de 10 anos, e o último ano de guerra é retratado na Ilíada, de Homero.

  • Sua causa foi o rapto de Helena, esposa do rei espartano, por Paris, filho do rei de Troia.

  • Aquiles e Heitor foram os principais heróis do conflito, e este conseguiu matar aquele, que era um semideus, atingindo-o com uma flecha.

  • Odisseu, conhecido por sua engenhosidade, teve a ideia de construir o Cavalo de Troia, dentro do qual estavam os gregos, que conseguiram entrar, assim, em Troia e destruí-la, vencendo a guerra.

Qual foi o motivo da Guerra de Troia?

“O amor de Helena e Paris”, quadro de Jacques-Louis David (1748-1825) que retrata o motivo inicial da Guerra de Troia.
“O amor de Helena e Paris”, quadro de Jacques-Louis David (1748-1825) que retrata o motivo inicial da Guerra de Troia.

A Guerra de Troia teria se iniciado após uma viagem diplomática de Paris Alexandre e Heitor, filhos do rei de Troia, Príamo, a Esparta. Na famosa cidade grega, Paris teria conhecido Helena, mulher do rei espartano Menelau, famosa por sua beleza e por quem Paris imediatamente se apaixonou.

Paris havia sido muito bem tratado por Menelau, mas, em um momento de ausência do rei espartano, Paris envolveu-se com Helena e decidiu raptá-la, levando-a para Troia. A história de amor de Paris e Helena havia sido premeditada por Afrodite, deusa do amor e protetora de Paris.

Ao descobrir o rapto, Menelau declarou guerra a Troia e tentou unificar as diversas tribos gregas contra os troianos. Troia localizava-se no Helesponto, na atual Turquia. Era uma grande cidade, cercada por uma intransponível muralha.

O principal líder dos aqueus (como eram conhecidos os gregos à época) era Agamenon, irmão de Menelau, e o principal guerreiro aqueu era Aquiles, filho da ninfa Tétis e de Peleu, conhecido pela sua força, quase imbatível. Entretanto, Aquiles somente participou da Guerra de Troia após ser convencido por Odisseu (Ulisses), principalmente pela fama que a participação na guerra traria aos combatentes.

Guerra de Troia na Ilíada e na Odisseia

A principal fonte de informação da Guerra de Troia é o poema épico Ilíada, criado por Homero. A Guerra de Troia representou ainda o fim da era dos heróis, como Aquiles e Heitor, dando início posteriormente à era dos homens comuns. Muitos desses heróis morreram em combate ou tiveram sua volta para casa dificultada pelos deuses, como foi o caso de Odisseu (Ulisses), retratado por Homero na Odisseia.

Ilíada iniciou-se no décimo ano das batalhas. Após diversas vitórias gregas, a sorte virou para os troianos quando Aquiles desentendeu-se com Agamenon sobre a distribuição dos saques que haviam sido realizados, principalmente o que envolveu uma sacerdotisa do templo de ApoloCom a retirada de Aquiles dos combates, os troianos conseguiram importantes vitórias.

Entretanto, Pátroclo vestiu-se com a armadura de Aquiles, seu primo, e foi morto por Heitor. Com a morte de seu ente querido, Aquiles voltou à guerra, duelando com Heitor, filho do rei Príamo, e matando-o. No entanto, mesmo a superioridade conseguida pelos gregos com essa morte não possibilitou a eles entrarem na fortificada cidade.

Quem venceu a Guerra de Troia?

Estátua de Aquiles ferido no calcanhar por uma flecha, no fim da Guerra de Troia.
Estátua de Aquiles ferido no calcanhar por uma flecha, no fim da Guerra de Troia.

Depois de tanto tempo de guerra, e ainda impedidos de entrar em Troia, uma solução foi dada pelo astuto Odisseu. A ideia era criar um enorme cavalo de madeira que seria oferecido ao rei Príamo como presente, indicando o fim da guerra. Contudo, dentro do famoso Cavalo de Troia ficariam os principais guerreiros gregos, e a esquadra que estava ancorada próximo a Troia seria mudada de lugar, dando a impressão de retirada grega.

Príamo aceitou o presente. Uma vez dentro da cidade, os gregos iniciaram sua destruição, saqueando-a e destruindo-a totalmente. Muitos foram mortos, como Aquiles, que, apesar de toda sua força, foi atingido em seu calcanhar por uma flecha envenenada lançada por Paris. Com a entrada dos gregos na cidade e com sua destruição, teve fim a Guerra de Troia, a mais famosa da história.


Por Me. Tales Pinto

Escritor do artigo

Escrito por: Tales dos Santos PintoEscritor oficial Brasil Escola



PINTO, Tales dos Santos. "O que é Guerra de Troia?"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/o-que-e/historia/o-que-e-guerra-troia.htm. Acesso em 25 de fevereiro de 2024. 

Postar um comentário

0 Comentários

Postagem em destaque

Parte 3 - Ocorrência envolvendo operadores de Segurança Pública